ORLONGO 2012

barragemparadela2-1130x4942.jpg

Passeio a Barragem da Paradela 2012

A short trip always off the road to the "Paradela dam" located in the Serra do Gerês in the company of new Friends

 

Dia 10 de Março de 2012 saímos de Vila Real (Zé Pedro, Nuno Real e Nando) com o objectivo de acompanhar um grupo de amigos até à Barragem da Paradela. Quase todos do concelho de Sabrosa, esperavam por nós em Lamares. Depois dos habituais cumprimentos e de uma pequena reparação nas tampas da minha KTM provocadas por um trilho com densa vegetação, seguimos até à reta de Vila Pouca pelo monte de São Bento. O grupo abasteceu na bomba da recta de Vila Pouca de Aguiar, antes do cruzamento para Telões. Chegados a Telões o grupo dividiu-se, as duas rodas e quatro rodas.

 bparadela025

Nós, nas duas rodas, demos uma volta à famosa pista de motocross de Telões (41.453889°; -7.699407°) antes de iniciar a travessia do Alvão até Ribeira de Pena. Percurso quase sempre sinuoso e com muita pedra, divertido de fazer por ser técnico mas não muito duro. Diria que foi perfeito depois do aquecimento até Telões.

bparadela034

Chegados a Ribeira de Pena, tivemos ainda oportunidade de ver o Fantasticable (cabo de slide do Pena Park) e atravessamos a Serra de Ribeira de Pena até ao ponto que tinha estipulado para passar o rio Tâmega. Infelizmente quase não podemos tentar, pois o acesso ao ponto está vedado pela dona do terreno que teimosamente, quase, não nos concedeu passagem, mas o grupo manteve a postura e com muito jeitinho e negociação conseguiu-se a chave do portão...
Infelizmente o rio, apesar da seca, ainda levava muito água que nos desencorajou a passagem (As motos de quatro rodas conseguiriam de certeza). Desistimos desta alternativa e voltamos ao trajecto marcado pela pequena aldeia de Balteiro onde existe uma ponte de pedra que permite a passagem do rio. Após a passagem viriam os famosos corta-fogos da zona, mas um pequeno erro de navegação levou-nos a uma volta maior com menos subidas, mas com um trilho muito bonito que até estava marcado com fitas de um passeio por lá realizado.

Seguimos, e uns kms à frente (mesmo antes do almoço) encontramos o grupo das quatro rodas que estavam a petiscar uma óptima bôla de Carne (obrigado Pedro e mãe do Pedro) e um bom vinho tinto (obrigado José Barros). Ainda tivemos tempo para um desafio de subir a um pico que tinha uma torre de vigia (41.645193°; -7.754305°), mas a vertente escolhida para a subida era para trial e não para enduro, mesmo extreme. Logo a seguir o grupo ainda tinha barriga para o Almoço na aldeia de Vilar, no Restaurante Casa de Vilar (41.673221°; -7.748179°). Apesar de comer apenas a minha sopa posso comprovar que o almoço estava apetitoso, pois provei o bacalhau e a carne, o preço foi bom e o "chiripiti" estava disponível para ajudar à digestão. Confirmo nesta última frase do parágrafo que o grupo tinha um bom (alguns óptimoSmile) apetite.

bparadela043

A etapa da tarde até à Estalagem da Bela Vista iniciou com o abastecimento das mais gulosas em Vilar e foi mais monótona em termos de percurso, de realçar apenas que perdemos dois companheiros que ficaram para trás (Recado: Pessoal toca a melhorar o procedimento de olhar para trás e parar logo que se percebe que o companheiro de trás não vem... se assim se fizer para toda a gente até ao primeiro.) Em Montalegre parou-se novamente para abastecer os dois depósitos, o das motos nas bombas do intermarché e o nosso no bar do Bombeiros de Montalegre. Os nossos agradecimentos ao Comandante pois ofereceu a bebida ao pessoal.

Foi após esta última paragem do dia que surgiu um percurso muito divertido desde a aldeia de Donões (41.833090°; -7.815306°) até ao limite do Parque Nacional do Gerês (PNG) em Mourilhe (41.837281°; -7.843208°). Um single track em pedra escorregadia e molhada com bastante terra preta à mistura, que embora tenha sido difícil de encontrar pois a entrada estava fechada ora pela vegetação ora por cercas nos caminhos, proporcionou ao teimoso grupo das motos de duas rodas bastante diversão (e alguma dor de costas para os insistentes em andar sentado). Pena foi a impossibilidade em percorrer alguns km's no PNG pelo percurso anteriormente marcado que passaria por vários pontos de interesse como a aldeia de Pitões da Júnias (41.841202°; -7.949786°). Em vez disso percorremos uns kms em asfalto e ainda tivemos oportunidade de passar pelo meio de um incêndio agravado pela insistente seca que tem ocorrido este ano (3 meses de inverno sem chuva).

bparadela078

Chegados à estalagem da Bela Vista (41.784279°; -7.941812°) perto de Outeiro com uma vista priviligiada sobre a Barragem da Paradela que faz justiça ao nome que tem, a preocupação do grupo centrou-se no banho de piscina interior acompanhado de um bom vinho verde tinto (Obrigado Pedro Costa pela lembrança) e,... das pequenas histórias das peripécias vividas nesse dia, como a senhora do portão do rio Tâmega, o tombo do Arménio quase fotografado (41.755131°; -7.732487°), ou a passagem por de baixo do poste de alta tensão no Alvão (41.453620°; -7.712965°),...

A estadia na estalagem da Bela Vista foi agradável. Boa cama, bom colchão, bom chuveiro e bom aquecimento. A varanda para o jardim serviu para secar o equipamento suado, o banho de piscina foi óptimo. O jantar esteve suficientemente agradável. O serviço prestado pelos funcionários foi simpático e suficientemente célere. Sumariamente diria que foi de quatro estrelas. O preço terá sido um pouco pesado para a época baixa (49€ por quarto duplo e 20€ pelo jantar).

bparadela082

À hora marcada estavam todos prontos e o pequeno almoço foi simpaticamente antecipado pelo serviço do hotel para as 8:00am, o Pedro da OK Pneus tinha passado mal a noite e não pode continuar o passeio, por isso regressou na carrinha que o Rafael da Moto Ás simpaticamente cedeu para a logística do passeio (Obrigado Rafael). Saímos em direcção a Sul pela Aldeia de Fiães do Rio, a passagem pelo Rio Cávado foi feita por um bonito empedrado (41.783031°; -7.922412°). Que boa forma de iniciar o dia!

O percurso manteve-se a grande nível e em Vila da Ponte a passagem escolhida, permitida apenas às duas rodas, permitiu aos pilotos mais habilidosos mostrar o que valem. Uma subida com lama (41.719934°; -7.892434°). Valeu a ajuda e todos passaram.

 bparadela114

Rolamos até aos aero geradores da Serra do Barroso onde se fizeram duas alternativas ao percurso interessantes, até chegarmos à Nossa Senhora do Monte (41.685290°; -7.859439°). Alguns elementos já manifestavam falta de energia, mas a bôla de carne que chegou entretanto, pois paramos para mudar o único furo do passeio, no pneu da frente do Rafael, repôs a energia que faltava, e as duas rodas continuaram unidas (esta é para ti Arménio). Neste local a paisagem era muito bonita, via-se a grande barragem dos Pisões. Boa foto do Real-Off-Road.

bparadela023

Seguimos com mais uma alternativa espetacular até Cerdedo, mais uma vez perdemos o pessoal de trás em Cerdedo... (ler outra vez o recado). Tendo agora como objectivo encontrar de novo o percurso, seguimos pela encosta de um monte, e a falta de limpeza dos caminhos obrigou o grupo a subir por uma mata acima, até ao cume, para apanhar um novo caminho (41.651529°; -7.888070°). Com a ajuda de todos subimos. Foi aqui que encontramos um Todo Terrenista do Porto, com a sua suzuki DR que possui residência de fim-de-semana em Montalegre. Subiu pelo mesmo percurso com grande mestria (Abraço para o José Guedes, prometido é devido, seguirá para o seu e-mail fotos e percurso da malta de Vila Real e Sabrosa).

Partimos em direcção ao parque eólico de Seixa (41.605903°; -7.899393°), já a sul de Salto. Antes de Beços isolei-me do grupo pois estava com fome de navegar sozinho e andar ao meu ritmo. Chegado quase a Beços numa zona agrícola o percurso atirou-me para um caminho muito fechado pela densa vegetação. Antes de continuar navegando à vista pelo monte tive ainda oportunidade de encher o cantil num tanque. Se virem o percurso (Ponto Só para experiente... 41.593372°; -7.906453°) que marquei percebem que subi o monte e voltei a descer fugindo ao caminho fechado mas sempre em direcção ao trilho marcado. Correu muito bem. Adorei, mas o melhor estava ainda para vir. Denominei por Trilho Magnífico o trilho que me levou a passagem pelo Rio Batoco até à aldeia de Moscoso. Segui em direcção a sul depois de Moscoso ainda sozinho pelo famoso empedrado que fazemos sempre que vamos ao Nariz do Mundo. Foi neste trilho que encontrei o grupo que me tinha ultrapassado pois atalhou pela aldeia de Beços.

Seguimos até Formigueiro, Rio Douro (não confundir com o Rio Douro), passamos ao lado de Cabeceiras de Basto e quando, finalmente, estávamos perto do ponto do almoço em Arco de Baulhe, tivemos uma dificuldade acrescida em percorrer o percurso que nos levou ao interior de uma quinta que tinha o portão de saída para a estrada fechada. (as nossas desculpas para o dono, que vedou a propriedade apenas pelo lado da estrada). Perdemos algum tempo até encontrar o Restaurante "O Caneiro" (41.490475°; -7.962102°), apesar da minha relutância em almoçar de faca e garfo nestes passeios, pois normalmente andar de moto com a barriga cheia não me trás boas experiências e também porque o prazer de um bom almoço, regado com um bom vinho, não é muito compatível o prazer de se pilotar com todas as nossas faculdades e mesmo apesar de esperarmos 20 minutos por uma mesa, digo que valeu muito a pena. Sugiro o Polvo Assado no forno com arroz do mesmo, prato muitíssimo bem confecionado servido numa elegante travessa de ir ao forno prateada o arroz quase preto é DELICIOSO! Afinal valeu bem a pena!

Após o almoço voltamos a abastecer as máquinas e seguimos em direção a Vieira de Brumela, Atei, Carvalhais, Travassos e Bilhó. Neste percurso só o Pedro Costa nos acompanhou, as restantes moto de duas rodas acompanharam as de quatro rodas. O percurso passou pelo fantástico e conhecido estradão depois de passarmos em Carvalhais (41.449213°; -7.898249°), mas também passou pelo cansativo trilho antes de carvalhais identificado no ponto (Só pedra: 41.453656°; -7.906327°). Terá sido aqui que o Pedro se cansou)?

Chegados a Bilhó seguimos quase sempre por estrada Cry, má decisão pois pouparíamos muitos kms de asfalto se tivéssemos seguido por fora de estrada (10 km em vez de 2.5km, e nem sequer eram difíceis... mas a pressa de chegar a casa fez-nos tomar esta decisão..., mais valia tomar a direcção por estrada até Bobal e depois Anta, bem mais perto por aqui... (oh pessoal! É necessário confiar em quem navega!). Em vez disso fomos a Vila Châ, quase às Fisgas de Ermelo (Vista Cascata Principal: 41.375890°; -7.869562°), Cavernelhe, Pioledo e finalmente Anta. Depois continuamos por Lamas de Olo, passamos pela Lagoa, um pequeno desvio pela trialeira dos Paus (41.343577°; -7.780956°) e finalmente Relva. Tomamos a direção de Borbela e fizemos ainda o nosso habitual percurso de domingo, mas a descer. Devo confessar, que me deu um grande prazer este trilho final por sentir que estava a chegar a casa e pela velocidade com que eu e o Nuno Real o fizemos...

bparadela100

Mais tarde soube que todo o grupo chegou bem e apesar de não nos despedirmos ficam aqui os agradecimentos a todos.

Pedro da Moto 4 rodas: A bôla era maravilhosa. Curti a atitude. Thanks.

José Barros: Obrigado pelo estudo do percurso, o vinho também estava bom. Obrigado

Rafael da Moto Ás: Obrigado pela boleia dos sacos e para a próxima leva pala no capacete, dá jeito por causa do sol de manha e ao fim da tarde. Ah! Um silenciador no escape também era bom. Moltes Gràcies.

Sérgio: Discreto, mas muito simpático. Gostei da companhia. Merci

Nuno: Ainda bem que levou a camara de ar... boa navegação e obrigado por não ressonar. Grazie.

Nando: És um santo... sem a tua ajuda chegavam todos ao fim do percurso de rastos... Faltou a tua companhia na piscina. Gracias

Arménio: Obrigado pelo desafio, foste tu que o lançaste. Toca a andar mais vezes e de preferência em pé. Danke

To zé: Deste um tombo por minha causa... para a próxima trava com o travão de trás... Ah! E bom salto na passagem da água. Tomá lá está em Sueco. Tack.

Pedro Costa: Levar o vinho à piscina foi um gesto bonito. Bom andamento na AJP. Parabéns. E para si em Dinamarquês. Dank u

Pedro Ok Pneus: Melhor sorte para outra vez. Já me aconteceu o mesmo. Abraço. Ok.

zipparadela-realizado KML sem edição

1.º Acampamento

1.º Acampamento

Atar DSC01205 00255

Atar DSC01205 00255

Atar DSC01195 00252

Atar DSC01195 00252

Atar DSC01223 00258

Atar DSC01223 00258

Avaria Cruzeta DSC01562 00350

Avaria Cruzeta DSC01562 00350

Avaria Cruzeta DSC01563 00351

Avaria Cruzeta DSC01563 00351

Avaria Cruzeta DSC01566 00352

Avaria Cruzeta DSC01566 00352

Avaria Cruzeta DSC01568 00353

Avaria Cruzeta DSC01568 00353

Avaria Cruzeta IMG 5592 00732

Avaria Cruzeta IMG 5592 00732

Avaria Isuzo SAM 0881 00142

Avaria Isuzo SAM 0881 00142

Camiao DSCF3937 00468

Camiao DSCF3937 00468

Camiao IMG 5579 00725

Camiao IMG 5579 00725

Camiao SAM 0895 00148

Camiao SAM 0895 00148

Chinguetti IMG 5169 00610

Chinguetti IMG 5169 00610

Chinguetti IMG 8668 00982

Chinguetti IMG 8668 00982

Chinguetti IMG 8683 00987

Chinguetti IMG 8683 00987

Chinguetti SAM 0701 00095

Chinguetti SAM 0701 00095

Choum DSC01144 00239

Choum DSC01144 00239

Choum DSC01187 00247

Choum DSC01187 00247

Fim IMG 6233 00889

Fim IMG 6233 00889

Fim IMG 6490 00906

Fim IMG 6490 00906

Fim IMG 6499 00908

Fim IMG 6499 00908

Fim IMG 6522 00911

Fim IMG 6522 00911

Fim IMG 6524 00913

Fim IMG 6524 00913

Fim IMG 6525 00914

Fim IMG 6525 00914

Fim IMG 6526 00915

Fim IMG 6526 00915

Fim IMG 6535 00917

Fim IMG 6535 00917

Fim IMG 6555 00923

Fim IMG 6555 00923

Fronteira IMG 5963 00839

Fronteira IMG 5963 00839

Fronteira IMG 5964 00840

Fronteira IMG 5964 00840

Fronteira IMG 5979 00843

Fronteira IMG 5979 00843

Gasolina IMG 0243 00487

Gasolina IMG 0243 00487

Grupo IMG 8717 00998

Grupo IMG 8717 00998

Guia SAM 0948 00163

Guia SAM 0948 00163

Lago IMG 5221 00621

Lago IMG 5221 00621

Ouadane SAM 0673 00084

Ouadane SAM 0673 00084

Ouadane SAM 0792 00116

Ouadane SAM 0792 00116

Ouadane SAM 0793 00117

Ouadane SAM 0793 00117

Oujeft IMG 5359 00657

Oujeft IMG 5359 00657

Oujeft IMG 5375 00661

Oujeft IMG 5375 00661

Oujeft IMG 5398 00666

Oujeft IMG 5398 00666

Perdidos SAM 0932 00157

Perdidos SAM 0932 00157

Perdidos SAM 0934 00158

Perdidos SAM 0934 00158

Praia DSC01655 00370

Praia DSC01655 00370

Praia DSC01673 00374

Praia DSC01673 00374

Praia DSC01682 00381

Praia DSC01682 00381

Praia DSC01687 00384

Praia DSC01687 00384

Praia DSC01690 00386

Praia DSC01690 00386

Praia DSC01694 00387

Praia DSC01694 00387

Praia DSC01708 00392

Praia DSC01708 00392

Praia DSCF3979 00470

Praia DSCF3979 00470

Praia IMG 5772 00787

Praia IMG 5772 00787

Praia IMG 5781 00789

Praia IMG 5781 00789

Praia IMG 5828 00797

Praia IMG 5828 00797

Praia IMG 5840 00800

Praia IMG 5840 00800

Praia IMG 5877 00809

Praia IMG 5877 00809

Saara

Saara

Subida Topo SAM 0902 00151

Subida Topo SAM 0902 00151

Subida Topo SAM 0909 00152

Subida Topo SAM 0909 00152

Tidjikja DSC01598 00359

Tidjikja DSC01598 00359

Tidjikja DSC01618 00361

Tidjikja DSC01618 00361

Tidjikja DSC01635 00366

Tidjikja DSC01635 00366

Tidjikja IMG 5627 00745

Tidjikja IMG 5627 00745

Tidjikja IMG 5632 00747

Tidjikja IMG 5632 00747

Tidjikja SAM 0925 00156

Tidjikja SAM 0925 00156

Tidjikja SAM 0977 00171

Tidjikja SAM 0977 00171

Tidjikja SAM 0983 00175

Tidjikja SAM 0983 00175

Troca DSC01531 00336

Troca DSC01531 00336

Troca IMG 5535 00708

Troca IMG 5535 00708

Troca IMG 5543 00710

Troca IMG 5543 00710

Varanda DSC01488 00321

Varanda DSC01488 00321

Varanda DSC01513 00327

Varanda DSC01513 00327

Varanda DSC01523 00332

Varanda DSC01523 00332

Varanda DSCF3912 00466

Varanda DSCF3912 00466

 

 

 

José Ramos

EVERYTHING ABOUT THE ENTHUSIASM OF LIVING

“Live your truth. Express your love. Share your enthusiasm. Take action towards your dreams. Walk your talk. Dance and sing to your music. Embrace your blessings. Make today worth remembering.”
Steve Maraboli